Activista dos (15+2) é posto em liberdade após 72 horas detido por “ofender “ PR João Lourenço

60338226_909155662755916_8467786005569601536_o.jpg

O activista Hitler Samussuku de 29 anos, um dos integrantes do conhecido processo politico 15+2, foi posto em liberdade sob termo de identidade e residência.

Segundo o seu advogado, Zola Mbambi, Hitler Samussuku foi indiciado pelos crimes de ATENTADO e ULTRAJE contra o presidente da República.
“A detenção do meu cliente deveu-se ao facto de publicar, na sua conta oficial do Facebook, um vídeo onde critica duramente o Chefe de Estado”, disse.

Leave a comment

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: