Confiscada conta de ex-presidente da Nigéria com 267 milhões de dólares

As autoridades nigerianas acabam de sair vitoriosas no litígio para conseguirem o confisco de uma conta que o antigo Presidente, Sani Abacha, tinha num paraíso fiscal na ilha de Jersey com cerca de 267 milhões de dólares, um dia depois de o representante permanente nas Nações Unidas, Tijjani Muhammad-Bande ter sido eleito para presidir, a partir de Setembro, à Assembleia-Geral da organização.

Uma conta que o antigo Presidente da Nigéria, Sani Abacha, detinha na ilha de Jersey, com cerca de 267 milhões de dólares, acaba de ser confiscada na sequência de um pedido feito pelas autoridades nigerianas com o apoio dos Estados Unidos, por onde o dinheiro anteriormente passou.

Segundo a BBC, o montante encontrado nesta conta bancária é fruto da corrupção organizada no país nos anos 90, precisamente quando Sani Abacha era o Presidente da República.

Ainda de acordo com a estação britânica de televisão, uma empresa de fachada denominada “Doraville” detinha os fundos que foram congelados em 2014, o que deu início a uma batalha jurídica para o repatriamento desses capitais.

Agora, passados cinco anos, ficou decidido pela Justiça do país onde o dinheiro se encontrava depositado que ele vai ser partilhado entre Jersey, Estados Unidos da América e a Nigéria.

Leave a comment

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: