fbpx
Advertisements

CORÉON DÚ: “OS ÚNICOS ELOGIOS QUE RECEBI ERAM ‘FEIO’, ‘GORDO’, ‘MIMADO’ E ‘PANELEIRO’”

thumbs.web.sapo.jpg

Cantor reafirmou que não sente saudades da infância e da adolescência.

Foi através de uma publicação nas suas redes sociais, no âmbito da semana internacional da sensibilização sobre distúrbios alimentares e de auto-imagem, que o consagrado artista angolano Coréon Dú “viajou ao passado” e partilhou cenários menos bons da sua vivência.

Na descrição de uma fotomontagem que dá a ver diferentes momentos da sua vida, Coréon desabafou:

“Em todos estes momentos reflectidos nestas fotos, senti-me feio, gordo e quase sem valor humano. Isto porque infelizmente era o que os adultos me diziam e quase normalizaram isto também para outras crianças à minha volta me chamarem de todo tipo de nomes e insultos sobre a minha aparência. Este factor agravou-se quando emigrei e passei a lidar com o facto de não ser considerado ‘válido’ e nem atraente pela minha cor de pele, cultura e com o contínuo factor comum também pela minha proveniência familiar”, partilhou.

Diferente do que acontecia com outras crianças à sua volta, o artista explicou em detalhes quais os “elogios” que marcaram o seu passado.

“Os únicos ‘elogios’ que eu conheci desde mais ou menos os quatro ou cinco anos de idade eram ‘feio’, ‘gordo’, ‘preto’, ‘paneleiro’, ‘virosca’, ‘quatro olhos’, ‘mimado’, ‘volta para tua terra’, ‘gatuno’, ‘baleia’ ou mesmo o que normalmente é um elogio para qualquer criança, mas no meu caso era um insulto: ‘parecido com o pai’”, fez saber.

No final da publicação, Coréon Dú aconselhou os seguidores a olharem mais e melhor para si mesmos e a não deixarem de parte qualquer oportunidade que tenham de demonstrar carinho ou respeito por quem gostem.

“Amem-se a vocês mesmos, não tenham medo de valorizar a vossa saúde emocional/espiritual e não se esqueçam também de valorizar e elogiar as pessoas de quem gostam (amigos, família, vizinhos, alunos, etc.) sempre que eles mereçam”, apelou.

Advertisements

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: