Crimes por deserção são os que mais preocupam Procuradoria Militar

57503084_606678056463295_1596644398546812928_o.jpg

O Procurador Militar no Namibe, Ruben Lucas, afirmou terça-feira, nesta cidade, que os crimes por deserção são os principais delitos cometidos pelos militares e efectivos da Polícia Nacional, com maior incidência a nível da província.

Em declarações à Angop, a margem da palestra sobre o “ Papel da Procuradoria Militar na Consolidação do Estado de Direito”, nesta última terça-feira, o magistrado disse que a instituição tem vindo a promover pesquisas para se apurar as causas desses crimes, que de certo modo reflectem-se negativamente na sociedade.

“A maior parte do efectivo são chefes de famílias e quando estes são privados de salários e outros elementos resultantes do seu eventual afastamento da corporação, provocam a desintegração familiar”, sublinhou.

Acrescentou que o fenómeno preocupa a instituição, razão pela qual têm vindo a sensibilizar os efectivos para que tais actos não ocorram, porque desestruturaram completamente as famílias.

Por outro lado, assegurou que o leque de acções de sensibilização por via de palestras e encontros de esclarecimentos sobre a legislação a nível das unidades têm influenciado positivamente na ausência de alguns crimes militares e paramilitares.

Apontou ainda como medidas para combater este fenómeno que vem desestruturando milhares de famílias, a realização de campanhas de sensibilização e divulgação sobre os direitos da criança, a paternidade responsável e o cumprimento das mesadas por parte daqueles pais que respondem em tribunal.

“Este trabalho tem sido feito em parceria com a direcção provincial da família, que tem ajudado os efectivos e militares a pautarem por uma conduta sã perante as suas famílias e assim caminharmos para uma sociedade harmoniosa e unida”, acrescentou o procurador.

“Daqui em diante vamos intensificar o programa de divulgação da legislação, por via de palestras e encontros de sensibilização, para esclarecer as dúvidas da população sobre o papel da procuradoria militar e não só”, disse.

No quadro, da semana da legalidade, que decorre de 30 de Março a 27 de Abril, a Procuradoria-geral da Republica no Namibe leva a cabo ciclo de palestras, encontros e mesa redonda junto dos órgãos de comunicação social locais, para se esclarecer o papel daquela instituição no seio da população, efectivos militares e Polícia Nacional.

Leave a comment

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: