Ultima Hora:Mais duas explosões abalam Sri Lanka

safe_image.jpg

Duas novas explosões abalaram o Sri Lanka, aumentando para oito o número total das explosões que ocorreram hoje no país, informou a mídia com referência à polícia local.

Uma sétima explosão sacudiu o Sri Lanka este domingo (21) deixando duas vítimas, informou a agência de notícias News 1st, citada pela Sputnik.

A explosão foi registada em Dehiwala (subúrbio de Colombo, capital do Sri Lanka) perto do jardim zoológico, revelou o director do Hospital de Kalubowila. Dois feridos foram levados ao hospital e mais tarde faleceram, informou a News 1st.

“Houve uma explosão num hotel em Dehiwala, perto do jardim zoológico”, disse um representante da polícia à agência Reuters, acrescentando que não há mais detalhes disponíveis.

Uma testemunha ocular do incidente disse que viu algumas partes de corpo, incluindo uma cabeça decepada perto do hotel.

Ao mesmo tempo, a agência AFP informou com referência à polícia local que uma oitava explosão abalou o Sri Lanka.

Governo declara recolher obrigatório
O governo declarou entretanto o recolher obrigatório imediato, a partir das 18 horas locais até às 6 horas da madrugada de segunda-feira.

A notícia, avançada pelos meios de comunicação internacionais, surge depois de o primeiro ministro, Ranil Wickremesinghe, ter convocado uma reunião do Conselho de Segurança Emergência do país. Ainda de acordo com os media, o governo desactivou o acesso às principais redes sociais. O Presidente do Sri Lanka, Maithripala Sirisena, já apelou à calma.

De recordar que entre as vítimas mortais está um cidadão português, com cerca de 30 anos, que se encontrava num dos hotéis atacados em Lua de mel.

As explosões ocorreram “quase em simultâneo”, pelas 08h45 (03h15 em Portugal), de acordo com fontes policiais citadas por agências internacionais.

A capital, Colombo, foi alvo de pelo menos quatro explosões, em três hotéis de luxo e numa igreja. Duas outras igrejas foram também alvo de explosões, uma em Negombo, a norte da capital onde há uma forte presença católica, e outra ao leste do país em Batticaloa. A sétima e a oitava explosões, que tiveram lugar em Dehiwela e Dematagoda, terão sido levadas a cabo pelos responsáveis das explosões anteriores que se colocaram em fuga.

O ataque, que parece ter sido coordenado, ainda não foi reivindicado, mas um responsável de segurança do país referiu que se suspeita terem sido levados a cabo por bombistas suicidas.

Leave a comment

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: