Viúva de motorista morto em briga de trânsito diz que filhas presenciaram crime: ‘Estavam em choque’

75199-axhywvjxyg-1511960362.jpg

Muito emocionada e sem condições de falar, Cristiane Costa Carpinter, viúva de contador Marcio Carpinter, 50 anos, morto após briga de trânsito na noite de sábado disse que a filha de 4 anos por pouco não foi atingida. A menina estava no banco de trás, do lado do motorista. A mulher estava com as duas filhas e o marido na hora do crime, e presenciaram toda ação.

— O tiro entrou na parte traseira. Por pouco não acertou a minha filha. Desci do carro e gritei muito por ajuda. As meninas estavam em choque. Minha outra filha, de 16 anos, estava no banco da frente — contou Cristiane, que está no Instituto Médico-Legal (IML) para fazer a liberação do corpo do marido.

Segundo Rosângela Carpintier, irmã de Márcio, a mulher Cristiane e as duas filhas estavam com Márcio e saiam de um shopping na Barra da Tijuca. Eles jantariam na Freguesia, na Zona Oeste. No trânsito, houve uma discussão com um homem que estava em uma moto. O motoqueiro seguiu o carro da família e deu um tiro na parte traseira do veículo acertando a cabeça de Márcio.

Isso não pode ficar impune. Ele matou o meu irmão, um pai de família, por motivo fútil — disse Rosângela.

Ao falar sobre o irmão, Rosângela disse emocionada que ele era muito querido pelos amigos.

— Meu irmão era um homem, trabalhador. Vivia para cuidar da família, mas foi morto por uma discussão banal no trânsito. Sou contra a liberação do uso de armas por causa disso. As pessoas não têm condições de ter uma arma. Vão matar o outro por qualquer motivo — disse Rosângela.

O motorista foi morto a tiros, na Avenida Tenente Muniz de Aragão, na região da Gardênia Azul, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. De acordo com informações preliminares da Polícia Civil, a vítima foi morta por um tiro disparado por um motociclista, após uma discussão de trânsito. Foi realizada a perícia no local e as investigações estão em andamento para identificar a autoria do crime.

Leave a comment

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: